30 abril 2011

Álcool x Trânsito



               LEI SECA É INSUFICIENTE CONTRA ÁLCOOL NO TRÂNSITO.


O número de processos relacionados a embriagues no volante movidos pela justiça de Jundiaí, que também atende a cidade de Itupeva, aumentou em 2010. O índice já foi maior em 2008, caiu em 2009 (quando passou a ser aplicada a lei seca) e voltou a crescer no ano passado, segundo a justiça. O fórum não soube informar quantos casos foram julgados. Nos dois primeiros meses de 2011, o numero já é um pouco maior quando comprado à média mensal de 2010 - cerca de 11 processos ao mês. O principal ítem para evitar o crescimento no numero de acidentes com pessoas embriagadas ao volante é aumentar a fiscalização, afirma o promotor Jocimar Guimarães, da primeira vara criminal de Jundiaí. Além disso, ele diz que é necessário realizar mais campanhas de conscientização para que as pessoas não esqueçam da Lei Seca, que começou a vigorar no inicio de 2009. "Na maior parte dos casos, os autores não acabam presos. São raras as vezes que isso acontece", explica Jocimar, apesar de a lei prever até três anos de prisão. 
                                                   LEI É PARA SER CUMPRIDA.
                                MÁRCIO COZATTI - Presidente OAB Jundiaí 


A lei seca não é para pegar ou não pegar, mas para ser cumprida como qualquer lei em vigor. Discutimos muito sobre a questão da embriagues no trânsito, o que sempre nos preocupa. O que tem que ser levado em conta, por cada pessoa, é sua atitude, pois depende de nós, de nossa conscientização para mudar. A lei funciona. O que falta é rigor para à aplicação da pena. E as campanhas são sempre importantes e ajudam as pessoas a entenderem a importância de se ter respeito no trânsito. Se houvesse mais campanhas seria ainda melhor. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário