01 maio 2011

O Álcool e o Resto do Corpo

                O ÁLCOOL E O RESTO DO CORPO


Beber grandes quantidades de álcool pode danificar seriamente sua saúde : seu fígado, rins, coração, cérebro e sistema nervoso central. Usado por longos períodos de tempo, o álcool pode também causar sérios danos em outras partes do corpo.




                                                         
                                               FÍGADO CIRRÓTICO

                                  
O fígado é particularmente vulnerável aos efeitos do álcool porque é o orgão onde ele e outras toxinas são metabolizadas, sendo transformadas em substâncias menos perigosas para serem removidas do corpo. Beber durante um longo período de tempo pode levar a hepátite alcoólica ou inflamação no fígado. Os sintomas dessa doença incluem naúseas, vômitos, febre, perda de apetite, dor abdominal e icterícia (amarelamento da pele). Mais de 70% das pessoas com hepatite alcoólica desenvolvem CIRROSE. Com essa doença, o tecido saudável do fígado da lugar a um tecido cicatricial e o fígado vai parando de funcionar progressivamente.


* CORAÇÃO - O álcool reduz a pressão arterial em baixas doses; entretanto, beber prolongadamente aumenta os riscos de doenças cardíacas, pressão alta e convulsões e infarto.
* ESTÔMAGO - O álcool irrita as mucosas do estômago e instestinos, causando vômitos, náuseas e úlceras. 
* PÂNCREAS - O Pâncreas libera os hôrmonios insulina e glucagon, que regulam a forma como a comida é transformada e utilizada como energia pelo corpo. Beber durante muito tempo pode levar à inflamação no pâncreas (pancreatite).
* CÂNCER - Pesquisas indicam que beber durante muito tempo aumenta os riscos de câncer na boca, garganta, laringe e esôfago.
Os efeitos do álcool são ainda mais marcantes em pessoas com mais de 65 anos, porque seus corpos não metabolizam o álcool tão bem. As mulheres também tem mais dificuldades de metabolizar o álcool do que os homens, porque geralmente são menores e mais leves. O álcool pode ainda ser MORTAL quando combinado com certas medicações como analgésicos, tranquilizantes e anti-histamínicos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário