22 maio 2011

A viagem do álcool pelo corpo

                                         clicar  na  imagem  para  aumentar




A viagem do álcool pelo corpo:

Boca: aumento de salivação com posterior redução e enfraquecimento do esmalte dos dentes. Estômago: queimação, gastrite, úlcera, varizes de estômago e hemorragias.
Fígado: aumento do tamanho do fígado, hepatite, câncer de fígado, alteração digestiva, náuseas, vômitos, etc.

Além de outros males causados em vários órgãos, como no coração, rins, sistema nervoso, circulação sangüínea e sistema hormonal.
Mas afinal, qual o grande perigo que representa o uso dessas drogas e que justifica tantos cuidados: pais, mestres, autoridades policiais e judiciais?
É bom que você saiba que os neurônios cerebrais tem capacidade de se acostumar. O indivíduo torna-se profundamente “dependente” daquela substância, pois, se não fizer uso dela certo tempo, a sua quantidade no sangue decai e provoca irritação imediata dos neurônios. Causando sensação de angústia, desespero, cólicas, dores de cabeça, vômitos e outros sintomas desagradáveis.
O viciado tem que recorrer a droga outra vez. Esse ciclo o martiriza e ele não vê como sair dessa situação.
Os noticiários de jornais e televisão, têm mostrado artistas famosos que morreram com o uso de drogas pois muitos deles criam fenômeno de tolerância, incentivando o dependente a usar doses cada vez maiores. Até o dia em que uma dose mostra-se fatal e provoca uma parada cardíaca com a morte imediata.
Ao fim desses comentários, resta apenas uma pergunta: A satisfação de uma curiosidade ou de um prazer passageiro valerá o risco de uma vida destruída e de um futuro inteiramente perdido?




2 comentários:

  1. isso é foda em?? rsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir