09 junho 2011

Aminésia alcoólica - verdade ou mentira ?


Amnésia alcoólica


Trabalhei pesado a semana inteira, na sexta feira fui direto do trabalho pra cantina, comer uma bela lasagna e depois se entregar à merecida esbórnia até a hora do metrô abrir, no dia seguinte. Fui a um bar escutar um pouco de rock anos 50.
Após 2 cubas libres estou conversando com um sujeito idêntico ao Buddy Holly, e nem era culpa da bebedeira ainda, peço um hi-fi, coisa que não bebia desde a adolescência, para acompanhar o novo amigo, a banda começa a tocar , danço umas três músicas com uma amiga , eu pisco e…

Mais de doze horas depois…

…a tela preta se dissolve, abro os olhos, tem uma dor imensa no lugar em que ficava minha cabeça, fecho os olhos de novo, tento voltar a dormir mas a cola na minha boca não deixa, lembro vagamente de duas coisas que podem ou não ter acontecido ontem, ambas me deixam com vergonha, pelo menos estou em casa, mas como eu cheguei aqui???
Parece brincadeira mas é exatamente assim que acordei há três semanas. A amnésia alcoólicaé um dos assuntos mais controversos no mundo das bebidas, muita gente não acredita outros juram de pé junto que acontece, a própria ciência ainda não entende o fenômeno completamente e, mais gente ainda, usa como desculpa para as besteiras conscientes q fazem.
No entanto, pela minha experiência pessoal, posso afirmar duas coisas com toda certeza: Uma é que ela existe; a outra é que a experiência no assunto não ajudou em absolutamente nada a escrever esse post.

Álcool e a memória, ou falta dela

Existem basicamente dois tipos de amnésia alcólica:

Amnésia alcólica parcial

A pessoa consegue conversar perfeitamente e agir normalmente durante o período em que está alcoolizada, mas depois de um tempo ela dá tilt, fatos ocorridos nesse período, nomes de pessoas, partes de conversas somem da memória, podendo voltar ou não; garanto que na maior parte das vezes vocês não querem que volte.

Blackout Alcoólico

Eis o mais famoso. Nele a pessoa pode estar consciente ou não das decisões tomadas, que podem até ser sensatas, mas não se engane, aquilo irá tudo por água a baixo em algumas horas, ela não vai lembrar de nada além do inicio da bebedeira em boa partes dos casos nunca mais se lembrará.
É importante não confundir com passar mal, você pode ficar de pé, não vomitar, nem baixar a pressão ou ficar zonzo e ainda assim não lembrar nada no dia seguinte, são durantes esses blackouts que a maioria dança macarena descendo boquinha da garrafa, dá em cima da gostosa dá área e chama o chefe de burro na festa da empresa.

O caminho e mecanismo da memória

É incerto o ponto exato do mecanismo de memória em que a nossa caninha atue, mas pesquisas científicas demonstram que há uma espécie de anestesia do cérebro e a transferência da memória de curta duração para memória de longa duração é prejudicada, fazendo com que não fixemos os fatos.
Outro estudo realizado na Grã-Bretanha, onde se entende bastante da arte da pingunçaria, declara que tendemos a nos lembrar mais dos fatos positivos do que dos negativos, o que faz com que lembremos mais das partes divertidas do que das coisas vergonhosas que fizemos com o julgamento afetado pelo abuso da marvada.

Desculpa de bêbado

Outro ponto intrigante sobre o qual não há nada conclusivo é o porquê algumas pessoas não têm esses blackouts ou apresentam muito raramente algum tipo de perda de memória, já que essa condição foi verificada tanto em dependentes de álcool quanto em pessoas que bebem socialmente.
O que se sabe de fato é que alguns têm uma tolerância maior aos efeitos nocivos do excesso de álcool do que outros e que isso pode indicar um fator genético ou da maneira como o corpo processa o álcool.

O álcool no organismo

Esses episódios estão frequentemente ligados à concentração de álcool no organismo, ou seja, beber muito e rápido pode causar amnésia e beber a mesma quantidade com mais calma não. Outros fatores que influenciam são o stress, cansaço e a alimentação. É importante lembrar que beber demais pode causar amnésia de um jeito ou de outro.

Cuidado mulherada…

Outro fato interessante é que as mulheres são mais predispostas à amnésia alcólica por conta das diferenças hormonais e pela forma como seus organismos absorvem mais rapidamente o álcool.

Então preciso parar de beber?


ESSA IMAGEM RESPONDE A PERGUNTA ACIMA !



Nenhum comentário:

Postar um comentário