01 novembro 2011

Um alcoólatra anônimo - " Se é só isso tá bão !!!


Se é só isso tá bão !!

Esta semana visitei o grupo de AA de minha cidade. Grupo pequeno, com 5 membros, os mesmos cinco de 6 anos atrás, 3 com chapéus de boiadeiro e mais 2 irmãos.  
São pessoas interioranas, “de pouca leitura” como eles mesmos se definem, falam manso, educados, hospitaleiros, e estão lá, firmes na programação.
O que tem menos tempo de sobriedade, tem 11 anos de abstinência. O de maior tempo é o fundador do grupo, 19 anos de sobriedade. Estive nesse grupo, no início da caminhada, 5 anos atrás, mas não consegui ficar. Eu queria provar, não sei para quem, nem porque, que eu não era alcoólatra. Fui um incômodo para eles. Debatia tudo, revidava tudo, até a existência de Deus eu colocava em prova. Tenho vergonha de falar isso, mas é verdade, naquela época eu não acreditava em nada. E justamente no meio desse pessoal super religioso, eu ia falar blasfêmias. Nem por isso me colocaram para fora, ou me trataram mal, sempre tiveram muita educação comigo, educação e paciência. E haja paciência. 
Esse membro de menor tempo, ainda faz o mesmo depoimento de quando eu ia lá. Tudo igualzinho, e tem uma parte, em particular, que me dá vontade de “bater” nele. Ela fala assim: Cheguei aqui, o companheiro me trouxe, fiquei lá no fundinho, ouvindo os outros falarem, e li na plaquinha “evite o primeiro gole”, pensei, então é isso? Se é só isso tá bão, é fácil, e fui ficando. Pessoal, como é  que ele acha que é só isso? É tudo isso!!! Como era difícil para mim evitar o primeiro gole, ficar duas horas sem beber. E esse companheiro vem e fala: é só isso? Tinha vontade de “bater” nele devido à minha incompetência, minha fraqueza, minha falta de propósito. Hoje eu sorrio quando ele fala isso. Aceitei minha fraqueza. Dentro de minha suposta sabedoria, ele é mais esperto do que eu.  
Com o tempo, vim a perceber que não é só parar de beber. Tem muita coisa que precisa ser modificada, mas em mim, para que é que eu vou incomodar o cidadão. Ele está ótimo, sorriso nos lábios, educado, e está lá, firme para receber mais um companheiro que ainda sofre. E assim que for possível, eu volto lá, só para ouvi-lo falar: Então é isso? 
Se é só isso tá bão.

 Escrito por Um AA





Nenhum comentário:

Postar um comentário