04 janeiro 2012

Álcool e Mente


Álcool e drogas causam transtornos mentais graves

"Não sabia o que acontecia comigo. Acho que saía de mim". É assim que José Lino, 44 anos, tenta definir sua mudança de comportamento após ingerir bebida alcoólica. Por conta do alcoolismo, nos últimos três anos, José começou a apresentar transtornos mentais. Com suas crises, ele perdeu amigos, emprego, valores e o que tinha de mais precioso, segundo ele: "Perdi minha família e minha credibilidade".
Sentado ao lado de José Lino, Antônio Ferreira dos Santos, 59 anos, sabe que sem o apoio da família, principalmente a sua esposa, Maria da Conceição, não teria conseguido deixar a bebida que lhe causava "nervosismo, alucinações". "Tive que procurar ajuda. O pouco que tinha estava indo embora por causa da bebida que me deixava fora de mim", lembra.

Hoje, José Lino e Antônio Ferreira fazem parte de um grupo de 3.500 pessoas que buscam a reabilitação no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) AD, na região Sul de Teresina. Os números, porém, são ainda maiores quando analisados a partir da fila de espera para a reabilitação no Caps. A cada dia, segundo os órgãos de saúde, cresce o número de pessoas dependentes do álcool e outras drogas que desenvolvem transtornos mentais.

De acordo com especialistas, as drogas, como o álcool, podem causar reações psicóticas e pode exacerbar os sintomas daqueles diagnosticados com esquizofrenia. "Quem tem tendência a psicose pode passar a vida toda sem ter nenhum tipo de manifestação. Mas com o uso de drogas acaba desenvolvendo transtornos mentais, como alucinações, depressão, síndrome do pânico e esquizofrenia", aponta a terapeuta ocupacional Auxiliadora Madeira Campos.

Um levantamento feito pelo Observatório de Políticas Sociais do Governo Federal mostra que as pessoas que vivem nas ruas da cidade, sejam elas crianças, adolescentes, jovens e adultos têm envolvimento com álcool e drogas e, a maioria, transtornos mentais severos e permanentes. Segundo dados da Associação Brasileira de Psiquiatria, atualmente, 500 mil pessoas vivem nas ruas do país, 30% dos quais são doentes mentais e 50% deles são dependentes de álcool ou drogas, chamados dependentes químicos.
Somente no Caps AD em Teresina são oito novos casos diários de pessoas com transtornos mentais por conta das drogas e álcool. "O uso cada vez maior e os danos provocados, direta ou indiretamente, pelo consumo do álcool resulta na presença cada vez maior de comorbidades. Assim, temos registrado um aumento nas ocorrências de patologia em um indivíduo já portador de outra doença", frisou a terapeuta.

PROCURE  AJUDA  ! NUNCA  DESISTA

Nenhum comentário:

Postar um comentário