08 janeiro 2012

Alcoolismo e overdose


Bebidas alcoólicas não matam por overdose




Foi pensando assim - "bebidas alcoólicas não são capazes de matar por overdose" - que muita gente pendurou o copo para sempre. Ao beber mais álcool do que seu corpo consegue metabolizar, você corre o risco de morrer por parada respiratória ou acabar perdendo a consciência e se afogar no próprio vômito. Foi o que aconteceu, por exemplo, com o músico inglês John Bonhan, lendário baterista da banda Led Zeppelin, e com várias outras celebridades do rock .

Afinal, qual é a dose letal de bebidas alcoólicas? Anote aí: "Para um homem adulto com peso de 70 quilos, são 720 ml de bebida destilada [40% de álcool], ingeridos em aproximadamente uma hora", diz Carlton Erickson, professor de farmacologia da Universidade do Texas, nos EUA. Ou o equivalente a algo entre 16 e 20 latas de cerveja no mesmo tempo.

Mas nem todo mundo que enche a cara desse jeito acaba morrendo. A quantidade de comida no estômago, a proporção de gordura corporal e a sensibilidade genética ao álcool são fatores que podem determinar a sorte do beberrão. Seja como for, os cientistas advertem: metade das pessoas não consegue resistir a toda essa bebida se ingerida num curto espaço de tempo.

Estima-se que a dose capaz de matar é atingida quando a concentração de álcool na circulação chega a 0,4 grama por 100 ml de sangue (ou 0,4%). Então faça as contas: uma lata de cerveja com o estômago vazio corresponde a 0,02 grama. Para chegar a 0,4, basta entornar cerca de 20 latinhas. Tomou todas elas em menos de uma hora? O risco de você bater as botas é de 50%. Há registros de pessoas que suportaram concentrações de álcool no sangue de até 1 grama ou mais. Mas não convém arriscar. Melhor mesmo é evitar a bebedeira.
Overdoses famosas 

JOHN BONHAN
Quem era - Baterista do Led Zeppelin
Morte - 25 de novembro de 1980
Idade - 58 anos

Começou a beber vodca num bar, a caminho do estúdio onde ensaiava para uma turnê, e continuou tomando ao chegar lá. No total, teria entornado 40 doses (1,8 litro). Morreu de noite, dormindo, asfixiado no próprio vômito. A autópsia não revelou outras drogas em seu corpo.
KEITH WHITLEY
Quem era - Cantor de música country
Morte - 9 de maio de 1989
Idade - 33 anos

Alcoólatra de longa data, foi encontrado morto por seu cunhado após uma overdose de etanol. Segundo o legista que fez sua autópsia, o astro americano da música country tinha 0,447% de concentração de álcool no sangue - cerca de 20 doses de vodca, ou aproximadamente 900 ml.

BON SCOTT
Quem era - Vocalista do AC/DC
Morte - 19 de fevereiro de 1980
Idade - 33 anos

Também morreu sufocado pelo próprio vômito, depois de chegar ao coma alcoólico. Outra hipótese, no entanto, sustenta que ele teve hipotermia, pois acabou apagando dentro de seu carro numa noite gelada - embriagado após tomar todas no clube Music Machine, de Londres.

BILLY MURCIA
Quem era - Baterista do New York Dolls
Morte - 6 de novembro de 1972
Idade - 18 anos

Ficou completamente bêbado numa festa, durante a primeira turnê da banda na Inglaterra, e suspeita-se de que também tenha ingerido o sedativo mandrax (metaqualone). Amigos colocaram-no debaixo do chuveiro e deram-lhe café, mas ele acabou sufocado pela bebida.


Nenhum comentário:

Postar um comentário