19 janeiro 2012

Caminhoneiros e o alcoolismo


Pesquisa da USP aponta que 66% dos caminhoneiros consomem álcool em excesso

Uma pesquisa da USP de Ribeirão Preto, que ouviu 827 caminhoneiros durante dois meses, revelou que 66% dos profissionais admitiram ingerir bebida alcoólica em excesso. Outra conclusão do estudo é a de que, metade dos motoristas entrevistados, acreditam que os acidentes causados por eles não tem relação com o consumo de álcool.
“Muitas vezes eles não relacionam isso (o acidente) com a bebida. Eles falam que foi um problema de manutenção do caminhão, ou que o pneu estourou, ou que alguma peça do caminhão estragou, mas poucos assumem que foi por causa da bebida”, afirma a responsável pela pesquisa, Josélia Carneiro Domingos.
Ela relata ainda que 33% dos profissionais que admitiram o uso de álcool, disseram que bebem pelo menos três vezes por semana.
Na região de Ribeirão Preto e Franca o número de ocorrências por embriaguez triplicou. A Polícia Rodoviária apertou a fiscalização nas estradas. No ano passado, nas bases policiais das cidades, foram multados por dirigirem embriagados 152 motoristas. Este ano o número subiu para 419.
“Sabemos que a frota tem aumentado e nós também estamos em busca de maiores condições para a gente conseguir realmente inibir esse tipo de infração cometida pelo usuário”, relata o sargento da Polícia Rodoviária José Mário Corteze.
O estudo mostrou ainda que dos 730 motoristas entrevistados que admitiram beber, quase 200 possuem alguma doença crônica e 189 precisam fazer uso de algum medicamento. Muitos têm hipertensão arterial e diabetes.
Fonte: EPTV Globo


Nenhum comentário:

Postar um comentário