07 fevereiro 2013

Paul Gascoigne pede e precisa de ajuda urgente

fonte UOL esporte 04/02/2013


Ex-craque inglês Gascoigne vai tratar alcoolismo nos EUA


O ex-craque inglês Paul Gascoigne, que é tão conhecido pelo seu talento como jogador de futebol quanto por seus problemas com alcoolismo, foi admitido nesta segunda-feira (4) em uma clínica de reabilitação nos Estados Unidos, poucos dias após ter protagonizado mais um vexame num evento beneficente.

Na quinta-feira (31), o ex-meia da Lazio e do Glasgow Rangers, hoje com 45 anos, foi flagrado tremendo, chorando e falando palavras incoerentes no meio de um evento de caridade que contou com a presença de mais de 500 convidados na cidade de Northampton, na Inglaterra.
No domingo, o jornal The Sun publicou uma entrevista do empresário de Gascoigne, Terry Baker, pedindo "ajuda" para seu cliente, alegando que seu cliente "corria risco de morte".

A empresa de marketing esportivo do ex-atleta, GamePlan Solutions publicou nesta segunda-feira um comunicado no qual informou que "Paul Gascoigne está atravessando momentos difíceis por causa do alcoolismo".

"Ele vem pedindo ajuda e aceitou ser encaminhado para uma clínica de reabilitação nos Estados Unidos. Seu caso é complicado e ele precisa ser tratado por profissionais", completou o comunicado.

Gascoigne, que ganhou o apelido de 'Gazza' dos seus fãs, foi um dos jogadores mais talentosos da história do futebol britânica, levando a seleção inglesa às semifinais da Copa do Mundo de 1990.

fonte : Globoesporte.com em 15/10/2011

Gascoigne admite que cheirava nove carreiras de cocaína antes dos jogos

Ex-jogador inglês também tinha problemas com o álcool e confirma que costumava beber quatro garrafas de uísque por dia

O polêmico ex-jogador inglês Paul Gascoigne admitiu pela primeira vez que costumava cheirar cocaína antes dos jogos e garantiu que marcou seus gols mais importantes sob efeito da droga. Em entrevista ao programa de TV "This Morning", Gazza, como é conhecido na Inglaterra, revelou que chegou a cheirar nove carreiras antes de entrar em campo.
Além da cocaína, o álcool também sempre esteve presente na vida de Gascoigne, que já foi flagrado embriagado pela imprensa em diversas oportunidades.
- Eu cheguei a beber quatro garrafas de uísque por dia durante três meses. Sou alcoólatra, não é uma palavra ruim. Sou (alcoólatra), e tive que lidar com isso. O álcool tomou conta da minha vida - desabafou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário