06 novembro 2013

Os males que o álcool pode causar para sua saúde


Os males que o álcool pode causar para a sua saúde

Tomar aquela cervejinha ou uma deliciosa taça de vinho no happy hour é quase um direito constitucional. Para aproveitar aquela balada você vai com tudo também e não precisa se arrepender disso. Mas tome cuidado com os abusos porque uma pesquisa divulgada pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) mostrou que o consumo excessivo de álcool entre as mulheres cresceu 24% este ano, passando de 15% para 18,5% das brasileiras. E esse percentual pode estar diretamente ligado ao aumento de casos de doenças cônicas.

De acordo com o médico Dráuzio Varella, as mulheres que consomem bebidas alcoólicas de forma abusiva estão mais suscetíveis a doenças de fígado, doenças cardiovasculares, câncer de mama, osteoporose, distúrbios psiquiátricos e, ainda, correm mais perigo de sofrer violência.




Isso acontece porque o metabolismo feminino não é igual ao masculino. Se a mesma dose de bebida (ajustada ao peso corpóreo) for administrada para indivíduos do sexo oposto, a mulher apresentará níveis alcoólicos mais altos que o homem. “A fragilidade aos efeitos embriagadores do álcool no sexo feminino é explicada pela maior proporção de tecido gorduroso no corpo das mulheres, por variações na absorção de álcool no decorrer do ciclo menstrual e por diferenças entre os dois sexos na concentração gástrica de desidrogenase alcoólica (enzima crucial para o metabolismo do álcool)”, afirma o médico.

Por isso, as mulheres podem progredir mais rapidamente para o alcoolismo crônico e desenvolver doenças de fígado, por exemplo. Se você toma de 28 a 41 drinques por semana (1 drinque corresponde a 1 copo de vinho, ou 1 lata de cerveja ou 50 ml de bebida destilada) você corre risco de desenvolver cirrose 16 vezes mais do que os homens abstêmios.
E se o consumo aumenta para três drinques diários o risco de sofrer de hipertensão arterial cresce para 40%, com probabilidade de acontecer um derrame cerebral hemorrágico. E ao ingerir até cinco doses diárias você já corre o risco de desenvolver câncer de mama.
Além de doenças graves, Drauzio Varella ressalta que mulheres que bebem excessivamente também estão mais sujeitas a agressões físicas. Isso porque elas geralmente escolhem ou vivem com parceiros que também exageram na bebida.
Então, se for para a balada ou tomar uma cerveja com suas amigas no barzinho fique atenta para não entrar nesse grupo de risco. Isso porque a margem de segurança entre a quantidade benéfica de álcool e a que traz prejuízos à saúde é muito estreita para as mulheres e nem sempre fácil de ser delimitada.
ÁLCOOL DROGA QUE MATA MILHÕES !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário