29 março 2014

Delirium Tremens

fonte : Blog CUIDAR 

O Delirium Tremens é um distúrbio cerebral provocado pelo alcoolismo

Delírio, também conhecido como um estado de confusão, é uma perturbação mental que resulta de distúrbio cerebral de causa orgânica. 
  
                                     

Caracteriza-se por confusão de pensamento, desorientação tempero-espacial, agitação e outros sintomas. Delirium tremens, o delírio do estremecimento tem características especiais próprias. 

                                          

Afeta pessoas em abstinência alcoólica após um longo período de alcoolismo.

Causas 
                    
                                                   

Quando uma pessoa se habituou perfeitamente a níveis altos de álcool, uma descida brusca nos níveis de ingestão de álcool pode causar perturbação grave das funções cerebrais.

Sinais e sintomas 

                                               

Após um período de dois ou três dias depois de ter deixado de beber surge a irritabilidade, agitação, falta de concentração e insônia ou perturbação do sono com pesadelos. Em cerca de ¼ dos casos, em consequência, há um ataque grave de epilepsia – apoplexia. A pessoa afetada começa a demonstrar sinais de aflição e perplexidade. Há movimentos desconcertados do corpo, instabilidade, tremuras (daí a designação), conversação permanente, por vezes incoerente, e sinais de grave contrariedade e a percepção de sentir-se em perigo.

                                          

A conversação vulgar é de difícil compreensão dando a entender um estado paranóico e há alucinações intensas, normalmente muito desagradáveis. A pessoa afetada pode ter visões aterradoras (alucinações visuais), sentir odores horrendos (alucinações olfactivas), sentir toda a espécie de toques perturbadores (alucinações tácteis) ou ameaças auditivas ou sons assustadores, incluindo de linguagem (alucinações auditivas). No início há lapsos no contacto com a realidade, mas isto passa rapidamente e o estado é alcançado no ponto em que as alucinações são contínuas e a pessoa torna-se inacessível a qualquer pergunta e profundamente desorientada. Após dois ou três dias todos estes sintomas começam a diminuir e a recuperação, por vezes, é repentina.

Diagnóstico 
                                           

Este baseia-se no histórico clínico e nas características dos sintomas e sinais.

Prevenção – Cuidados 
O delirium tremens é um grave sinal de alcoolismo. Pode prevenir-se pelo corte na ingestão de álcool ou deixando completamente de beber. Não é provável que se consiga sem a ajuda de profissionais especializados.

Riscos e Complicações

                                                 

Em cerca de 10% dos casos, um ataque de delirium tremens está relacionado com graves distúrbios físicos, tais como colapsos circulatórios, excepcionalmente a febre alta – hipertermia, lesão mental, falha do fígado, transtornos metabólicos e derivados de pneumonia que podem conduzir à morte.

Tratamento 

                                     

No caso de a pessoa estar desidratada são ministrados líquidos. O delírio agudo é controlado com sedativos, tais como as benzodiazepinas. O medicamento haloperidol é utilizado habitualmente no delírio grave. Uma vez que o estado de delírio tenha sido ultrapassado, verifica-se o estado de nutrição da pessoa e são corrigidas as deficiências, especificamente, de vitamina B. A partir de uma fonte não alcoólica são fornecidas calorias. A ingestão de álcool ou é totalmente cortada ou reduzida a um nível muito moderado. Em seguida, é necessária uma análise completa do estado de saúde geral da pessoa, incluindo exames da atividade do fígado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário