07 abril 2015

ALCOOLISMO - UMA TRAGÉDIA EM TODOS OS SENTIDOS



ALCOOLISMO - UMA TRAGÉDIA EM TODOS OS ASPECTOS !
O álcool produz dependência tanto psicológica como física. O alcoolismo geralmente interfere com a capacidade de se relacionar e de trabalhar e determina muitos comportamentos destrutivos. Os alcoólatras costumam estar intoxicados diariamente. A embriaguez pode alterar as relações familiares e sociais e provoca frequentemente divórcios. O absentismo extremo ao trabalho pode conduzir ao desemprego. Os alcoólatras frequentemente não conseguem controlar o seu comportamento, tendem a conduzir veículos tendo bebido e sofrem lesões físicas por quedas, brigas ou acidentes automobilísticos. Alguns alcoólicos podem também tornar-se violentos.
A causa do alcoolismo é desconhecida, mas o consumo de álcool não é o único fator. Aproximadamente 10 % das pessoas que bebem álcool tornam-se alcoólatras. Os familiares consanguíneos dos alcoólatras têm uma incidência mais alta de alcoolismo do que a população em geral. O alcoolismo tem também mais probabilidades de se desenvolver nos filhos biológicos dos alcoólatras do que nos adotados, o que sugere que o alcoolismo implica um defeito genético ou bioquímico. Algumas investigações sugerem que as pessoas em risco de ser alcoólicas se embriagam com menos facilidade do que os não alcoólicos; isto quer dizer que os seus cérebros são menos sensíveis aos efeitos do álcool.
Para além de um possível defeito genético, existe um certo substrato e traços de personalidade que podem predispor uma pessoa para o alcoolismo. Os alcoólatras geralmente provêm de famílias desfeitas e as relações com os pais estão frequentemente alteradas. Os alcoólatras tendem a sentir-se isolados, sós, tímidos, deprimidos ou hostis. Podem exibir comportamentos autodestrutivos e ser sexualmente imaturos. Contudo, o abuso e a dependência do álcool são tão frequentes que os alcoólatras podem encontrar-se entre as pessoas com qualquer tipo de personalidade.
Fonte : Manual Merck

Fonte : www.facebook.com/vencendooalcoolismo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário